Quais tipos de negócios precisam de licenciamento ambiental?



O licenciamento ambiental é um instrumento preventivo e imprescindível na busca da sustentabilidade. Ele não é obrigatório para todas as atividades, ficando relacionado ao impacto ambiental gerado. 

Para os pequenos negócios, é a garantia do respeito ao meio ambiente e muito valorizada pelo mercado financeiro, investidores e clientes.


Qualquer alteração das propriedades físicas, químicas, biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que afetem diretamente ou indiretamente: a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias ambientais; e a qualidade dos recursos ambientais. 

Com o objetivo de facilitar o entendimento sobre o tema, o Centro Sebrae de Sustentabilidade criou uma cartilha que contém as legislações, responsabilidades e os benefícios de se obter o licenciamento ambiental.

Rodovias: Um desafio à fauna silvestre

Por Felipe Feliciani – Biólogo, MBA em Desenvolvimento Sustentável, Co-fundador da Mboé-Conscientização Ambiental e Coordenador Técnico do Núcleo Caetê.

As rodovias, artérias de uma sociedade em desenvolvimento, canais de escoamento de pessoas e produtos, trilhos de uma era de asfalto e velocidade! Não vou questionar, nesse artigo, os prós e contras da adoção dessa forma de transporte em nosso país, o que me incomoda é mais denso, mais sombrio, mais triste e muito mais emergencial.

É nesse contexto que minha preocupação toma corpo. O resultado da equação que envolve, rodovias, alta velocidade, fragmentos florestais e animais silvestres, é extremamente inquietante! 

O processo de duplicação e recapeamento que ocorreu em diversas rodovias da nossa região, as quais cruzam importantes áreas verdes, resultou em um aumento notável da velocidade dos veículos que por ali trafegam, o que aumenta em muito a possibilidade de atropelamentos. Infelizmente, nas últimas semanas, observei alguns animais vitimados, fato esse que me motivou a juntar algumas informações e percepções, a fim de reavivar essa discussão acerca desse tema.

Novo Portifólio de Serviços


A equipe da Mboé desenvolveu um novo portifólio de serviços, onde está iniciando novas atividades e consolidando as que já eram aplicadas anteriormente. Entre em contato para saber mais sobre estas atividades e saber qual, de acordo com a sua demanda, é a ideal para você. E quem sabe, desenvolver uma nova estratégia para aplicar em sua necessidade?! O portifólio é apenas um leque de possibilidades de atuação, não limitando a atuação da Mboé em suas atividades.



Começa a semEAr!

Começou, nesta semana, a semEAr - Semana de Estudos da Engenharia Ambiental da Unesp de Rio Claro.

    A Mboé foi convidada para participar, ministrando o mini-curso "Fontes Alternativas de Energia e Tratamentos de Água Cinza e Negra", por nosso colaborador, Prof. Guaraci Diniz, do Sítio Duas Cachoeiras, Fundador do GAEA e presidente da Associação de Agricultura Orgânica.

    A semEAr é organizada pelos alunos do curso e visa à formação complementar através de palestras e mini-cursos. A semana conta com a participação de graduandos dos diversos cursos oferecidos no campus (Engenharia Ambiental, Ecologia, Geologia, Biologia, entre outros), graduandos de outras instituições, pós-graduandos, professores, além de profissionais interessados.
O evento é realizado graças ao apoio dos diversos patrocinadores e parceiros.

Para mais informações, acesse o Facebook do Evento, o Site, ou o Twitter.

PET por metrô e Recarga de Celular


Imagem – Creative Commons
     Se essa ideia vier para o Brasil quem sabe nunca mais veremos garrafas PET jogadas pelas ruas ou boiando nos rios e córregos. Pequim está conseguindo reciclar nada menos que 90% das garrafas plásticas produzidas na cidade de forma simples e criativa: oferecendo recarga para celulares ou créditos para viagens de metrô em troca das PETs.